10 sinais que identificam se seu parceiro tem problemas com o álcool

O(a) parceiro(a) gosta de beber. Até aí, tudo bem. Afinal, muita gente bebe moderadamente e não há problemas. Mas você acha que ele(a) anda bebendo demais e isso já causou até brigas entre vocês. Tire sua dúvida: aprenda a identificar 10 sinais de que seu parceiro(a) tem problemas com o álcool:

1)      Necessidade de quantidades progressivamente maiores de álcool para adquirir o efeito desejado;

2)      Acentuada redução do efeito com o uso continuado da mesma quantidade de álcool.

3)      Apresentar a síndrome característica de abstinência ao álcool (sintomas como tremores, insônia, náuseas, entre outros);

4)      Consumir bebidas alcoólicas (ou uma substância estreitamente relacionada) para aliviar ou evitar sintomas que surgem durante a abstinência.

5)      O álcool é frequentemente consumido em maiores quantidades ou por período mais longo que o pretendido;

6)      Desejo persistente ou esforços malsucedidos no sentido de reduzir ou controlar o uso;

7)      Muito tempo é gasto em atividades necessárias para a obtenção e utilização do álcool ou na recuperação de seus efeitos;

8)      Importantes atividades sociais, ocupacionais ou recreativas são abandonadas ou reduzidas em virtude do uso de álcool;

9)      O uso de bebidas alcoólicas continua, apesar da consciência de que um problema físico ou psicológico persistente ou recorrente é causado ou acentuado pelo consumo (p.ex., consumo continuado de bebidas alcoólicas, embora o indivíduo reconheça que uma úlcera piorou pelo consumo dessa substância).

10)   Caso o indivíduo venha a apresentar problemas repetidos relacionados ao uso do álcool em ao menos uma das quatro áreas relacionadas ao viver (social, interpessoal, legal e trabalho/ocupação), ou ainda caso o uso implique em comportamentos de risco, como beber e dirigir, por exemplo, já é diagnosticado o abuso do álcool, e há indicação para buscar ajuda, mesmo quando não se trata de franca dependência.

De acordo com a 4ª edição do Manual Diagnóstico Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-IV), a dependência é definida como a repetição de problemas decorrentes do uso do álcool, que levam a prejuízos ou sofrimento clinicamente significativo, manifestado por, pelo menos, três dos critérios expostos nos tópicos acima, ocorrendo a qualquer momento no período dos últimos 12 meses.

Se o(a) parceiro(a) apresenta situações em que o álcool influencia negativamente a saúde, rotina ou mesmo suas relações pessoais, o recomendado é procurar tratamento o quanto antes.

Fonte: CISA (Centro de Informações sobre Saúde e Álcool)

3 comentários Adicione o seu
  1. Meu nome é Andressa, tive muitos problemas com álcool e drogas, fiz tratamento em clínicas de reabilitação e estou limpa há muitos anos. Se está passando por este problema em sua família, me adicione no whatsapp, eu posso ajudar! 11 999350662. Um abraço, fiquem com Deus!! Só por hoje!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *