Abelhas “mostram” como álcool afeta humanos

Pesquisadores na Universidade Estadual do Ohio, Estados Unidos, descobriram as abelhas reagem ao álcool da mesma forma que os seres humanos.

Durante as experiências as abelhas receberam doses de etanol, o ingrediente intoxicante do álcool. A equipe descobriu que este ingrediente afeta o vôo, a movimentação em terra e a higiene das abelhas.

Os pesquisadores vão fazer mais pesquisas com abelhas para tentar estabelecer como o álcool afeta a memória e o comportamento dos humanos.

A co-autora do estudo, Julie Mustard, pesquisadora do setor de entomologia, afirmou que “o álcool afeta abelhas e humanos de maneira semelhante: prejudica a coordenação motora e também as capacidades de aprendizado e processamento de memória”.

“No nível molecular os cérebros de humanos e abelhas trabalham da mesma forma. Sabendo como o uso crônico de álcool afeta genes e proteínas no cérebro das abelhas pode ajudar a compreender como alcoolismo afeta a memória e o comportamento humano”, disse.

Concentração

Os pesquisadores deram vários níveis de etanol, por meio de canudos, fornecendo concentrações diferentes. A concentração de etanol da experiência variava entre zero e 100.

Um copo de vinho tem concentração de 10%, por exemplo.

Os pesquisadores monitoraram as abelhas por 40 minutos, observando quanto tempo as abelhas passavam voando, andando, cuidando de sua aparência e higiene e até mesmo quanto tempo elas passavam deitadas de costas.

Segundo a equipe as abelhas que consumiram concentrações maiores de etanol passaram menos tempo voando ou cuidando de sua aparência e higiene. A maior parte do tempo elas ficaram deitadas de costas, sem controle de postura para voltar à posição normal.

Devido ao fato de abelhas serem organizadas em sociedades, os pesquisadores também pretendem descobrir como o álcool afetou seu comportamento normalmente calmo, transformando-as em abelhas mais agressivas.

Fonte: BBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *