Abuso de álcool, depressão e ansiedade

O abuso de substâncias é uma espécie de válvula de escape para muitos indivíduos, que tentam com isso reduzir as tensões geradas pelo estresse cotidiano.

Esta prática conduz a sérios malefícios para a saúde, bem como contribui para a deterioração das relações sócio-familiares.

Investigadores brasileiros, da Universidade Federal da Bahia – UFBA publicaram uma pesquisa na revista European Archives of Psychiatry and Clinical Neuroscience,  onde avaliaram a relação entre o abuso de álcool e a coexistência de sintomas ansiosos e depressivos em 2.032 adultos.

Os resultados apresentados revelaram que 15% dos participantes apresentavam manifestações de ansiedade, 12% de enfermidades depressivas e 7% eram dependentes de álcool.

A doença depressiva estava associada a outras enfermidades em 94% dos casos, enquanto os distúrbios ansiosos relacionavam-se a outras doenças em 82% das oportunidades.

Por sua vez, o alcoolismo coexistiu com outras disfunções em apenas 20% dos casos.

A combinação de sintomas depressivos e ansiosos foi encontrada em 17% das mulheres e em 5% dos homens investigados.

A coexistência dos três distúrbios – ansiedade, depressão e etilismo – foi observada em 1% dos participantes.

Dessa forma, os autores concluem que a sobreposição entre depressão, ansiedade e alcoolismo é relativamente comum, nas suas variadas combinações.

A prevalência destas condições é fortemente influenciada pelo gênero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *