10 coisas que você precisa saber sobre o alcoolismo Alcoolismo / Drogas / Feature

O álcool é uma droga muito fácil de ser encontrada e é socialmente aceita. Mas, claro, nem todos que bebem bebidas alcoólicas são alcoolistas. Por isso, tome nota e veja quais são as 10 coisas que você deve saber para entender o que é o alcoolismo.

1) Saúde
O alcoolismo não é questão de caráter e, sim, de saúde. Por isso, não adianta xingar o alcoolista achando que ele bebe por ser ‘sem vergonha’ ou coisas do tipo.

2) OMS
É uma doença onde a pessoa não consegue controlar a compulsão por álcool, sendo reconhecida como uma patologia pela Organização Mundial de Saúde (OMS) desde 1967.

3) Mulheres
Embora estatisticamente os homens sejam os que mais sofrem de alcoolismo, o número de mulheres dependentes do álcool cresceu nos últimos anos. Saiba sobre alcoolismo feminino.

4) Genética

Filhos de pais dependentes de álcool possuem maior predisposição para desenvolver a doença.

5) Motivos

Outros motivos do alcoolismo, apontados por especialistas, seriam estresse, angústias, fuga da realidade ou responsabilidade e problemas na vida pessoal, profissional ou financeira.

Tratamento para o alcoolismo

6) Classe social

Não importa se é rico ou pobre. O alcoolismo é uma doença que atinge todas as classes sociais.

7) Adolescência

Por ser uma droga socialmente aceita, é comum que o primeiro contato com bebidas alcoólicas seja dentro de casa. Cerca de 90% dos dependentes de álcool começaram a beber na adolescência.

Adolescência: consumo de álcool e maconha é alto nesta faixa etária

8) Doenças e morte

A dependência de álcool pode levar a doenças como cirrose, gastrite, hipertensão e câncer. Segundo a Organização Mundial de Saúde, o álcool é a terceira causa de morte no mundo.

9) Tratamento

O alcoolismo não tem cura, mas tem tratamento.

10) Família

A família é de grande importância para o tratamento da dependência alcoólica pois ajuda o dependente a aderir o tratamento e superar as dificuldades que aparecem durante o processo de recuperação.


Comecei a ingerir bebidas alcoólicas aos 14 anos de idade, me tornei alcoólatra e hoje estou em recuperação.