Alcoolismo é a principal causa de afastamento do trabalho por drogas

O alcoolismo está no topo de um triste ranking: é o principal motivo de pedidos de auxílio-doença por transtornos mentais e comportamentais por uso de substância psicoativa. Dados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) apontam que o número de pessoas que precisaram parar de trabalhar e pediram o auxílio devido o abuso do álcool teve um aumento de 19% nos últimos quatro anos, passando de 12.055, em 2009, para 14.420, em 2013.

Cocaína é a segunda droga responsável pelos auxílios concedidos (8.541), seguido de uso de maconha e haxixe (312) e alucinógenos (165).

Como conseguir o auxílio-doença?

O auxílio-doença é um direito de todo trabalhador segurado pelo INSS, que não perde o emprego ao se ausentar. Para pedir o auxílio-doença por uso abusivo de droga, o solicitante deve ter pelo menos 12 meses de contribuição e comprovar, por meio de perícia médica, a dependência da droga que o incapacita de exercer o trabalho. O valor do benefício varia de acordo com o valor recolhido pela Previdência Social.

Caso o dependente consiga o auxílio-doença e esteja usando o dinheiro para adquirir drogas, a família pode pedir a interdição do paciente para que outra pessoa (curador) possa receber o benefício.

Para requerer o auxílio-doença, basta marcar uma perícia pelo telefone 135 ou pelo site da Previdência Social, clicando aqui.

Com informações da Agência Brasil e Clínica Terapêutica Viva

Um comentário Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *