O que devo fazer quando vejo alguém dando bebida alcoólica para uma criança?

Há poucos dias, a foto de uma criança de um ano e oito meses levando um copo de cerveja até a boca foi postada no facebook pela ex-companheira da mãe. O caso aconteceu em Sarandi, interior do Paraná, e ganhou repercussão nacional.  (Entenda melhor o caso aqui). Infelizmente, não é a primeira vez que situação semelhante ocorre.

Embora há quem fique chocado somente quando ganha repercussão nos noticiários, a verdade é que não é preciso ir muito longe para ver crianças em situações de riscos. Com certeza, você já presenciou alguma cena em que uma criança tomava bebida alcoólica com a presença dos pais e/ou adultos. Apesar de muitos acreditarem que um ‘golinho’ não faz mal, as coisas não são assim.

Veja também: Crianças e álcool não combinam. Entenda o porquê!

É crime!

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), no artigo 243, prevê punição para quem “Vender, fornecer ainda que gratuitamente, ministrar ou entregar, de qualquer forma, a criança ou adolescente, sem justa causa, produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica, ainda que por utilização indevida”. A pena prevista é de 2 a 4 anos de detenção.

Saiba como denunciar:

As crianças não conseguem discernir o que é bom ou ruim, por isso que os adultos devem cuidar delas. Quanto mais cedo o consumo de bebidas alcoólicas, mais vulnerável uma pessoa fica aos outros tipos de drogas e/ou alcoolismo. Portanto, é um assunto que deve ser de atenção de todos. Se você sabe de algum lugar que venda ou ofereça bebidas alcoólicas para crianças ou adolescentes, denuncie:

Política Militar – 190

Conselho Tutelar

Quase todos os municípios do Brasil tem um Conselho Tutelar. Procure em sua cidade para efetuar a denúncia.

Disk 100   O Disque 100 funciona diariamente das 8h às 22h, inclusive nos fins de semana e feriados. As denúncias recebidas são analisadas e encaminhadas aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização, de acordo com a competência e as atribuições específicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *