Mulheres e o álcool: cuidado com os riscos

Não é de hoje que você lê que o número de mulheres que consomem bebidas alcoólicas vem crescendo no Brasil. E esses índices de crescimento do abuso do álcool são sentidos na vida noturna. Com certeza você já conheceu alguma jovem mulher, às vezes ainda na adolescência, que exagerou no álcool na balada ou em algum barzinho. Muitas vezes passando por situações vexatórias, arriscadas ou, mesmo, necessitando de atendimento médico.

O excesso de álcool pode acontecer com qualquer gênero. O que os especialistas alertam é que os efeitos do álcool no corpo da mulher são ainda mais perigosos. Leia os principais riscos:

*Devido o jeito no qual o organismo feminino absorve o álcool, as mulheres ficam mais facilmente alcoolizadas com menos bebida.

*Tanto as mulheres quanto os homens perdem a capacidade de tomar decisões conscientes e podem fazer sexo sem preservativo – o que aumenta a probabilidade de contrair doenças sexualmente transmissíveis. Além disso, as mulheres podem enfrentar uma gravidez indesejada.

*As mulheres ficam mais expostas à violência sexual por não estarem em condições de se defenderem ou perceberem as más intenções de alguém.

*Embora as brigas sejam mais comuns entre homens, as mulheres podem também se envolver com esse tipo de situação.

*Mesmo que não esteja dirigindo, a mulher corre risco de pegar carona com alguém alcoolizado.

Com informações da revista Ana Maria

Um comentário Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *