Sintomas do Alcoolismo Alcoolismo / Feature / Notícias

Os sintomas do alcoolismo podem se manifestar em diversas fases da vida de uma pessoa que tem problemas com álcool. Quando temos alguém que bebe em casa, ou quando a pessoa que bebe somos nós mesmo, é importante identificar esses sintomas para poder procurar ajuda especializada o quanto antes. O alcoolismo é uma doença séria que precisa ser tratada.

A décima versão da Classificação Internacional das Doenças (CID-10) 3 estabeleceu diretrizes diagnósticas para o alcoolismo. O conceito de dependência envolve os seguintes sintomas do alcoolismo

Entenda os principais sintomas do Alcoolismo:

  1. Desejo intenso ou compulsão para ingerir bebidas alcoólicas.
  2. Tolerância: necessidade de doses crescentes de álcool para atingir o mesmo efeito obtido com doses anteriormente inferiores ou efeito cada vez menor com uma mesma dose da substância;
  3. Abstinência: síndrome típica e de duração limitada que ocorre quando o uso do álcool é interrompido ou reduzido drasticamente.
  4. Aumento do tempo empregado em conseguir, consumir ou recuperar-se dos efeitos da substância; abandono progressivo de outros prazeres ou interesses devido ao consumo.
  5. Desejo de reduzir ou controlar o consumo do álcool com repetidos insucessos também são sintomas do alcoolismo.
  6. Persistência no consumo de álcool mesmo em situações em que o consumo é contra-indicado ou apesar de provas evidentes de prejuízos, tais como, lesões hepáticas causadas pelo consumo excessivo de álcool, humor deprimido ou perturbação das funções cognitivas relacionada ao consumo do álcool.

De acordo com o CID-10, para que se caracterize dependência, pelo menos três dos sintomas do alcoolismo devem estar presentes em qualquer momento durante o ano anterior.

Como saber se sou um alcoólatra a partir dos sintomas do alcoolismo?

Identificar se sou um alcoólatra a partir dos sintomas do alcoolismo

Agora que você já sabe quais são os principais sintomas do alcoolismo, é importante identificar se você ou alguém de sua família sofre com este problema. As perguntas abaixo ajudam a formular uma análise prévia sobre o problema, mas não substituem o diagnóstico de um profissional especialista:

  1. Já tentou parar de beber por uma semana (ou mais) sem sucesso?
  2. Fica irritado quando alguém questiona sobre o seu consumo de álcool ou o tenta fazer parar?
  3. Já tentou controlar a quantidade de álcool ingerida substituindo uma bebida por outra?
  4. Já consumiu bebida ou sentiu necessidade de beber bebida alcoólica pela manhã nos últimos meses?
  5. Sente inveja de pessoas que conseguem controlar o consumo de bebidas alcoólicas sem criar problemas?
  6. Percebe que o problema com as bebidas vem se agravando com o passar do tempo?
  7. A bebida alcoólica já criou problemas no seu lar?
  8. Tenta conseguir doses extras em festas ou reuniões sociais onde as bebidas são ilimitadas?
  9. Apesar de confirmar a maioria das perguntas acima e outros fatores, continua afirmando que consegue parar quando quiser?
  10. Faltou ao serviço durante os últimos meses por causa das bebidas?
  11. Já sofreu apagões por decorrência do consumo do álcool?
  12. Já pensou que poderia aproveitar muito mais a vida sem consumir álcool?

Se você respondeu sim para a maioria das perguntas é hora de procurar ajuda.

Entre os indivíduos dependentes, há diferentes níveis de gravidade que dependerão da presença de sintomas de abstinência e da quantidade e impacto das perdas e prejuízos advindos do uso da substância.

Independente do nível de gravidade dos sintomas do alcoolismo é importante buscar auxílio para que o dependente possa ter chance de se recuperar. Existem diversos tipos de tratamento e o alcoolista pode escolher um ou mais. O importante é que ele sinta-se seguro, acolhido e respeitado para percorrer a caminhada da sobriedade. Veja também: Conheça os principais tipos de tratamento para alcoolismo.

TRATAMENTO CLIQUE AQUI 

       Fonte: Ref.:Classificação Internacional de Doenças (CID 10). (http://www.cid10.hpg.ig.com.br/)

Comecei a ingerir bebidas alcoólicas aos 14 anos de idade, me tornei alcoólatra e hoje estou em recuperação.

  • Juliano Prado

    As drogas são uma desgraça e a dependência química é uma doença muito perigosa e agressiva. Meu irmão conheceu as drogas em festivais como esse não encontravamos paz e ele não conseguia voltar a sociedade http://resgatandovidasparaofuturo.com.br/

  • Hoje a maioria das pessoas são alcoólatras, mas não admitem. Muitos não conseguem sair um fim de semana sem beber, não conseguem socializar sem beber e nem ficar em pé na festa sem uma copo na mão.

  • Tuttoqui LojaOn

    O alcoolismo começa como brincadeira entre amigos na adolescência, ninguém nasce alcoólatra, fiz uma postagem que pode acrescentar muito para este site, acredito que possa ser útil para dependentes e familiares de pessoas com problemas com o álcool. Você sabe quais as 6 fases do alcoolismo? Clique no link: https://goo.gl/2RGxrR , BOA LEITURA!

  • Rose Leite da silva

    Simpatia para marido parar de beber pinga e cerveja , vai acontecer, é batata!
    1-coloque a mão em sua boca
    2-faça um desejo em sua mão
    3-coloque sua mão em seu coração durante 5 segundos
    4-coloque esse comentário em mais 3 espaços virtuais
    5-amanhã terá o melhor dia de sua vida
    é só fazer acontece mesmo
    Bjus e boa sorte. Tenha fé!

  • Jayme Langlois Pirez Lameiro

    Hoje, decidi parar de beber de uma vez por todas. Sei que é difícil,Mas vou conseguir! Joguei com a razão de viver, perdi meus sentimentos e me afundei no álcool, sozinho em minha casa. Menti para mim mesmo. Fui desconhecido pelo espelho. Vi minha velhice chegando e, quando quis escrever algo, errei muitas palavras escritas e, meu pensamento fugia e fugia cada vez mais. A pesar de possuir graduação Superior e Especialista, me confundi no momento de ler os artigos que me levam para um Mestrado. Vejo assim como uma assombro em minha vida, este inquieto álcool. Me comportei mal perante festas socais, trouxe para o presente coisas que já não fazem mais sentido de reclamar. Pois, minha percepção doente fez outras pessoas ficarem aborrecidas comigo, e haja vistas para ser reprimido. Embora eu ainda tente me desculpar. Foi um desastre em minha vida este alcoolismo. Hoje, inquieto, sofrendo, sei como se retrata na imagem da queles que muito nos adoram. Porém infelizmente, lhes fizemos muito mal. Não seria uma desculpa, e sim, um restabelecimento próprio de nos organizar em nossas vidas. Quanto ao questionário proposto, respondi quase 80% SIM! Sinal que estou agravante, inconsequente de minhas atitudes. A resposta será final, embora me considerem uma ótima pessoa e inteligente. Perdi minha identidade e memória, e, quando se perde este sentido, perdemos a vergonha, o saber e a razão de viver entre nossos familiares.

    • Ninja Azul

      Dói…

    • Pc vitoria

      Por mais que seja difícil, você vai conseguir. Tenha fé! Nenhuma fraqueza deverá ser maior do que nós. Lute! Tenha coragem! Te desejo força! Certamente a vitória chegará… Fico na torcida…

  • Emil Cioran

    Deixem o povo livre para que bebam o quanto quiserem.

  • Anonimo

    eunao bebo frequentemente porem qnd bebo eu não tenho limites e não consigo para de ate nao aguantar mais, isso pode ser alcoolismo?

    • Ninja Azul

      Eu não bebe muito, mas quando bebe me transformo em outra pessoa, esse cara sim bebe bastante!!!